Entenda o INSS (Previdência Social)

SEGURADO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL
Cidadãos ou cidadãs, a partir de 16 anos de idade, que contribuem mensalmente para a Previdência Social são chamados de segurados ou seguradas. Eles têm direito aos benefícios e serviços oferecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como aposentadoria, salário-maternidade e auxílio-doença, entre vários outros.

COMO SÃO CLASSIFICADOS 
Empregado - Trabalhador com carteira assinada que presta serviços de natureza não eventual a empregador, mediante recebimento de salário.
Empregado doméstico - Trabalhador com carteira assinada, que presta serviço em residência de outra pessoa ou família, como cozinheira, governanta, jardineiro, caseiro etc., desde que a atividade não tenha fins lucrativos para o empregador.
Trabalhador avulso - Trabalhador que presta serviço a diversas empresas, sem vinculo de emprego, contratado por sindicatos ou órgãos gestores de mão de obra, como estivador, amarrador de embarcações e ensacador de cacau, entre outros.
Contribuinte individual - Pessoa que trabalha por conta própria, sem vínculo de emprego. Entre os contribuintes individuais, está o Empreendedor Individual - empresário ou empresária que tenha auferido receita de até R$ 36 mil (anual), optante do Simples Nacional, que tenha até um empregado e não possua mais de um estabelecimento, nem participe de outra empresa como titular, sócio ou administrador. São exemplos: ambulante, cabeleireiro, manicure, esteticista, costureira, artesão, borracheiro, sapateiro, mecãnico e diversos outros.
Contribuinte individual - Deve, obrigatoriamente, se inscrever e pagar mensalmente as contribuições por meio de guia de recolhimento. O Empreendedor Individual deve optar pelo Simples Nacional e recolher a contribuição por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional.
Segurado especial - Agricultor familiar e o pescador artesanal, que exercem atividade individualmente ou em regime de economia familiar.
Segurado facultativo - Pessoa maior de 16 anos de idade que não tem renda própria, mas contribui para a Previdência Social, como o estudante, a dona de casa, o slndico não remunerado etc.

COMO SE TORNAR SEGURADO
Empregado - Deve estar trabalhando e ter a Carteira de Trabalho assinada.
Empregado doméstico - Além da Carteira de Trabalho assinada, precisa comprovar o pagamento das contribuições por meio de guias de recolhimento.
Trabalhador avulso - Deve possuir cadastro e registro no sindicato ou órgão gestor de mão de obra.
Segurado especial - É necessário comprovar o exercício de atividade rural.
Segurado facultativo - Deve se inscrever e pagar mensalmente as contribuições.

Uma vez adquirida a qualidade de segurado, esta permanece por determinado período mesmo após cessada a condição de contribuinte, com os direitos inerentes ao contribuinte ativo.